(Neo)desenvolvimentismo, Economias Verdes e “Alternativas ao Desenvolvimento”

Como ir além da estratégia de inserção econômica neoliberal, que se mostra cada vez mais danosa ao povo? Pensando em alternativas para esse desenvolvimento, que vão das ações pensadas por um viés social, as ecológicas, e até mesmo uma política de 'decrescimento', o curador e mediador Lucas Guerra (IRI/PUC-Rio) propõe essa conversa.


Para discutir sobre as questões possíveis em um Brasil atual, estão no debate Isabel Rocha (IRI/PUC-Rio e ACD-rede), Camila Moreno (GT “Alternativas al Desarrollo” - CLACSO) e Liliane Alcântara (FURB/SC, NEcos/UFPR).



BIBLIOGRAFIA SUGERIDA:

BOITO JR, Armando; BERRINGER, Tatiana. Brasil: classes sociais, neodesenvolvimentismo e política externa nos governos Lula e Dilma. Revista de Sociologia e Política, v. 21, n. 47, p. 31-38, 2013. Disponível em: (https://www.scielo.br/scielo.php?pid=...). Acesso em 26 mar. 2021.


ESCOBAR, Arturo. Decrecimiento, post-desarrollo y transiciones: una conversación preliminar. Interdisciplina, v. 3, n. 7, 2015. Disponível em: (http://revistas.unam.mx/index.php/int...). Acesso em 26 mar. 2021.


MORENO, Camila. Economia Verde e Desenvolviment(ismo) no Brasil: As Políticas para Recursos, Clima e Energia. In: Dawid Danilo Bartelt. (Org.). Um campeão visto de perto: Uma Análise do Modelo de Desenvolvimento Brasileiro. 1ed.Rio de Janeiro: Heinrich-Böll-Stiftung, 2012, p. 48-62. Disponível em: (https://br.boell.org/sites/default/fi...). Acesso em 26 mar. 2021.


PACKER, Larissa. Capitalismo “Verde” – Como os Novos Mecanismos Jurídicos e Financeiros Preparam o Mercado para a Economia. In: Dawid Danilo Bartelt. (Org.). Um campeão visto de perto: Uma Análise do Modelo de Desenvolvimento Brasileiro. 1ed.Rio de Janeiro: Heinrich-Böll-Stiftung, 2012, p. 118-133. Disponível em: (https://br.boell.org/sites/default/fi...). Acesso em 26 mar. 2021.


1 visualização0 comentário