A diplomacia e a responsabilidade internacional do Brasil na gestão da pandemia

Tendo no presidente da República alguém que reiteradamente descumpre normas de contenção da propagação do coronavírus, inclusive atacando publicamente vacinas e países que a produzem, o curador e mediador do Diplomacia para Democracia, Frederico Rios C. dos Santos (USP), traz um debate sobre como isso afeta a condução da pandemia no país.


Para falar sobre as estratégias do governo e as responsabilidades nacionais e internacionais do Brasil, estão na mesa Cícero Krupp (Fecap-SP), Fabrício Polido (UFMG), Guilherme Casarões (FGV-SP), José Henrique Bortoluci (FGV-SP) e Gabriela Lotta (FGV).



BIBLIOGRAFIA SUGERIDA:

AITH, F. M. A.; ASANO, C.; REIS, R. R.; VENTURA, D. F. L.; SOUSA, T. M. Direitos na pandemia n. 02 a 09 - Mapeamento e análise das normas jurídicas de resposta à Covid-19 no Brasil 2020 (Boletim de difusão científica).


STUENKEL, O. Política antiglobalista de Bolsonaro tem um preço. O Estado de S. Paulo, 04 jan. 2021. Disponível em: https://economia.estadao.com.br/notic.... Acesso em: 29 jan. 2021.


VENTURA, D. F. L.; RIBEIRO, H.; GIULIO, G. M.; JAIME, P. C.; NUNES, J.; BOGUS, C. M.; ANTUNES, J. L. F.; WALDMAN, E. A. Challenges of the COVID-19 pandemic: for a Brazilian research agenda in global health and sustainability. Cadernos de Saúde Publica, v. 36, p. e00040620, 2020.


VIEIRA, Oscar Vilhena; GLEZER, R. E. Populismo autocrático e resiliência Constitucional. Interesse Nacional, v. 47, p. 66-76, 2019.


2 visualizações0 comentário